Orientações do blog

Orientações do blog:
· Produção de textos curtos (relativamente à densidade e prolixidade que pretende resumir) a fim de proporcionar um acesso mais dinâmico ao conteúdo.

· Linguagem acessível a público não-especializado, porém procurando manter expressões-chaves do autor considerado.

· Direta transmissão do conteúdo, preservando tanto a idéia central quanto as periféricas, em detrimento de palatáveis efeitos de retórica.

· Difusão de conhecimento na área de Humanas a fim de desmistificar o academicismo, promover debates e mais conhecimento.

· O blogue retomou as atividades em 2015 e tentará manter uma regularidade de publicação todo sábado.

sábado, 30 de abril de 2011

O QUE É UMA INSTITUIÇÃO SOCIAL?

Bruce Davison
USA. New York City
East 100th Street
1966


PETER L. BERGER E BRIGITTE BERGER
O QUE É UMA INSTITUIÇÃO SOCIAL?

Fichado por Alisson Gebrim Krasota

No sentido usual, instituição é uma organização coletiva (como uma prisão ou universidade) ou uma entidade social (como o Estado ou a economia) reconhecida e regulada por lei. Porém, no sentido sociológico, o que identifica uma instituição são suas características: exterioridade; objetividade; coercitividade; autoridade moral e historicidade.

a) Por exterioridade, entende-se uma realidade situada fora do indivíduo, independente de sua vontade, e que difere da realidade de seus pensamentos, sentimentos e fantasias;

b) Objetividade é o consenso entre todos (ou quase todos) de que a instituição existe;

c) Coercitividade abrange desde a persuasão suave até represálias físicas, impondo-se sobre quem não conservar o padrão institucional;

d) Autoridade moral é a legitimidade conferida à coercitividade, isto é, a justificação das represálias impostas ao indivíduo que viola a instituição, imbuindo à violação a sensação de vergonha e de honradez ofendida e ao indivíduo culpa;

e) A historicidade diz respeito à persistência das instituições, que existem antes do nascimento do indivíduo e que continuará a existir depois de sua morte.

Enfim, a instituição é um padrão de controle, uma programação da conduta individual, sendo chamada esta programação que representa as instituições de papel social. Este é um padrão compreensivo para a conduta, uma estratégia para situações repetitivas e a base para identificação e classificação dos indivíduos na sociedade.

A primeira instituição com que se depara o indivíduo é a linguagem, pois é através dela que tomamos conhecimento das demais, visto que ela, transmitida pelos adultos, nos faz conhecer o mundo “lá fora”, objetiva a realidade e consolida a experiência. “A linguagem é a instituição social que supera todas as outras. Representa o mais poderoso instrumento de controle da sociedade sobre todos nós”. (BERGER, P; BERGER, B.)

Referência bibliográfica:
BERGER, P; BERGER, B. O que é uma instituição social? In.: FORACCHI, M.; MARTINS, J de S. Sociologia e sociedade: leituras de introdução à sociologia. Rio de Janeiro: LTC, 2004. pp. 163 – 168.

4 comentários:

  1. Prezado Alisson,

    Parabéns pelo blog! Virei seu seguidor.

    Abraços,

    Bruno, seu amigo do Tesoros de Cuba.

    ResponderExcluir
  2. Olá Bruno, hermano del tabaco,

    Prazer em vê-lo por aqui. Desculpe a demora em responder. Seja bem-vindo!

    Abraços,

    A.

    ResponderExcluir
  3. porque a escola e familia e uma instituiçao social

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Thawany, desculpe a demora em responder, mas só vi agora seu comentário.

      O conceito de instituição social proposto por Berger é amplo e além daquele comumente atribuído pelo senso comum que entende a instituição como uma repartição pública ou organização altruísta.

      A escola e a família seriam instituições sociais no sentido berguiniano porque ambas possuem as cinco características de uma instituição: a) são exteriores, isto é, suas existências independem da vontade do indivíduo; b) são objetivas, isto é, a realidade delas é coletivamente reconhecida; c) são coercivas, isto é, tanto a escola quanto a família com suas regras de conduta modificam o comportamento dos indivíduos; d) possuem autoridade moral, isto é, as prescrições familiares e escolares são reconhecidas como legítimas e provavelmente serão obedecidas e e) a escola e a família possuem historicidade, isto é, apesar de não serem frutos da vontade de um indivíduo tampouco de todos eles, elas também não são naturais ( a família merece uma discussão maior a respeito), mas apresentam modificações históricas em razão da própria sociedade.

      Enfim, a escola e a família são instituições sociais porque apresentam as cinco características acima expostas de uma instituição.

      Caso a resposta ainda mantenha muitos fios soltos, podemos desenvolver mais a discussão.

      Abraços,

      Excluir